Este projeto é realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal

Foto: Rogério von Krüger

Samuel Mota é músico multi-instrumentista, compositor, arranjador, produtor musical e bacharel em Artes Visuais pela UnB – Universidade de Brasília. Aos 16 anos integrou-se à banda JahLive (referência nacional no cenário do reggae), e nela permaneceu durante 6 anos, onde atuou como compositor e arranjador, na posição de guitarrista solo e back vocal. Viajou em turnês por grande parte do Brasil, residindo durante alguns anos em São Paulo, tendo dividido palcos com grandes nomes da música brasileira como Alceu Valença, Lulu Santos, Zecabaleiro, Gilberto Gil, dentre outros, além de grandes nomes do reggae internacional. Desde então, veio participando de diversos projetos. Integrou, durante 3 anos, a banda MpBlack (como guitarrista e tecladista e diretor musical), que acompanhava o consagrado raper, GOG. Acompanhou, durante 2 anos, o músico e poeta Renato Matos (como guitarrista e tecladista). Participou de diversos projetos como Som de Bob (que realizavam shows junto à Zeider Pirez /Planta e Raíz, Hélio Bentes/Ponto de Equilíbrio e Marceleza/ Maskavo Roots), Hendrix Love Experience (junto à Kiko Perez do Natiruts), 2Dub, Brasil Ridin (que fez banda base para artistas como B Negão, e o lendário nome do reggae jamaicano, Clinton Fearon – ex Gladiatores) e Funkeando, além de atuar como free lance em diversos projetos. Integrou o corpo de jurados do Finca (Festival de música Candanga) em 2011 e 2013. Trabalhou com o grupo Teatro do Concreto, atuando nas trilhas sonoras de Diário do Maldito e Entre Ruas. 

Na maioria dos projetos em que participa, Samuel Mota exerce o papel de produtor musical/arranjador, como no caso de Jah Live, GOG, Funkeando, 2Dub, Muntchako, dentre outros. Atualmente, formou o grupo Muntchako, junto a Rodrigo Barata (baterista, Dj e produtor cultural do Criolina) e Macaxeira Acioli. O grupo, que estreou em novembro de 2014, em pouco tempo de existência ganhou grande notoriedade na cena musical candanga e nacional, rodando e participando de diversos importantes festivais em todo país, como ,Fiesta del Libro de Medellin, na Colômbia; Festival Psicodália (RS); Festival Se Rasgum (PA); Festival DoSol (RN); Festival Contato (SP); Festival BR135 (MA); MIMI – Mostra Internacional de Música Instrumental (SP); Festival Contrapedal (SP); Festival Vaca Amarela (GO); Festival Internacional Instrumenta Brasília (DF); Festival Criolina (DF); SIM – Semana Internacional de Música de São Paulo e Feira Internacional Música Mundo (MG); Circo Voador (RJ). Além de ser selecionada para SXSW, festival que acontecerá em março/2018 na cidade de Austin, Texas – Estados Unidos, dentre outros, e acaba de voltar de sua primeira turnê na Europa e teve seu primeiro album produzido por Curumin, e prensado em vinil (www.muntchako.com). O grupo faz parte atualmente do selo Urban Jungle, junto à Jorge Ben Jor, Céu, Chico César, Toquinho, Bexiga 70 e Edgar. O grupo Funkeando teve início em meados de 2012, e veio conquistando rapidamente bastante prestígio e visibilidade na cidade. Foi banda residente de uma das mais notórias festas da cidade (festa que ganhou a enquete “melhor festa de Brasília 2014”, pelo Correio Brasiliense), a Melanina. Já fizeram banda base para artistas como Ellen Oléria, Negra Lee (SP), Sérgio Loroza e Fábio Alman – RJ (Monobloco), Gerson King Combo – RJ (considerado “o pai da black music brasileira”), Rael da Rima – SP, Fernandinho Beat Box – RJ (Dj do Marcelo D2), e além dos norte americanos Cristyle Bacon e Akua Naru (EUA).

PRODUÇÃO MUSICAL

Exerceu a direção musical do Show de Lançamento do novo disco (Iso 9000 do Gueto) do poeta nacional do Rap, GOG. Exerceu a produção musical e arranjos dos Dvds dos projetos Dub Central 1, e Dub Central 2 – Grandes Mestres do Brasil, do grupo 2Dub, tendo como convidados no primeiro DVD, Ellen Oléria, Dillo D’araujo, Digão (Raimundos), Frango (Galinha Preta), In Natura, Natinho (Radical sem Dó), Pablo Fagundes, Leo Campos, Japão (Viela 17), Renato Matos e Jacob Bruno, no segundo, grandes nomes da música insturmsntal candanga, como Márcio Marinho, Fernando César, Ian Cury, Marcus Faria, Marcus Moraes, Ademir Júnior, Adil Silva, dentre outros. É proprietário e fundador do estúdio/empresa Zarabatana Record’s, onde já realizou a produção musical e arranjos de 6 albuns de artistas independentes, atuando como arranjador, diretor e produtor musical, além de trabalhos ligados a trilhas sonoras para diversos fins, dentre os mais importantes, a trilha para o 1º Museu Itinerante de Bonecos, a trilha sonora para o espetáculo Mar sem Beira (da cia Nós no Bambú), a trilha sonora e sonoplastia do espetáculo Super Só – e Outros Videoclipes,  além de gravação e mixagens de albuns. Produziu trabalhos que contaram com a participação de nomes como Toninho Horta, Zeider do Planta e Raiz, Zé Orlando da Tribo de Jah e Carlos Maltz, ex-Engenheiros do Hawai, além de ter produzido e arranjado músicas para o grande nome do Rap nacional, GOG. 

Conheça também o grupo Muntchako,

que Samuel Mota faz parte.

Logomarca MUNTCHAKO